Quando falamos de treino com animais, é necessário saber como organizar um plano bem definido e fácil de entender para todos que o irão usar; além disso, é importante ter a mesma metodologia e linha de pensamento para treinadores e especialmente para animais.

Antes de iniciar qualquer tipo de treino, cada treinador deve ter um plano que deve seguir e onde ver todas as informações sobre o comportamento que deve treinar.

 

Vamos ver então quais são os pontos e diretrizes mais importantes de acordo com o Wezooit, que podem ser aplicadas em qualquer estrutura zoológica e em qualquer protocolo de treino.

 

Antes de tudo, devemos ter uma finalidade para o comportamento que vamos treinar, se è realmente importante. Pensar nestas coisas vai evitar um desperdício de tempo com coisas que não são necessárias, em vez de investir em comportamentos muito mais importantes e essenciais.

 

Por exemplo: Pensar ao que tem prioridade . Decidimos que queremos treinar uma vocalizaçao com um animal , mas esse animal ainda não sabe passar de um habitat a outro voluntariamente (passando de um ponto A para um ponto B em controlo( gating): certamente o gating tem prioridade sobre a vocalização.

 

Partimos do princípio de que, para treinar um comportamento, qualquer que seja, todos os indivíduos envolvidos devem ter pleno conhecimento da técnica e metodologia utilizada.

 

É muito importante saber como reconhecer o que marca o comportamento correto (Bridge -isto é, a ponte que liga o comportamento ao reforço) e ter um nível muito alto de dessensibilização em relação a fatores externos; em outras palavras, o animal deve estar acostumado a todo o cenário ambiental ao redor do seu habitat para evitar que durante uma sessao de treino, fique em dificuldade ou distraído e intimidado por algo ou alguém que possa fazê-lo perder a atenção na sessão.

 

Vamos então falar sobre esses pontos:

 

  • Bridge:

    Se os animais com os quais colaboramos ainda não aprenderam bem esse conceito ou não sabem o que é, a primeira coisa que precisamos fazer é treiná-los, pois o marcador de comportamento ( Bridge) é a única ferramenta que temos para comunicar com eles. O marcador( Bridge) pode ser um som, uma palavra, um gesto e qualquer coisa que depois de ter sido treinado, deixe claro para o animal que o comportamento realizado foi correto e que vai receber um reforço . É um conceito que deve ser bem memorizado pelo animal, porque será a chave da nossa comunicação durante o treino! Este marcador/ Bridge é a ferramenta mais importante para ensinar novos comportamentos,corrigir e consolidar aqueles já aprendidos.

 

  • Dessensibilização:

    A dessensibilização dos nossos animais para tudo o que os rodeia é muito importante para o sucesso, pois, na fase de treino,devemos ter a certeza de que o animal está concentrado e atento ao que estamos a treinar, em vez de estar preocupado com o que o rodeia. A dessensibilização pode ser passiva ou ativa. Para poupar tempo, muitos Zoológicos usam a dessensibilização ativa, ou seja, treinam os animais a não hesitar a não ter medo de algo através do processo de associações positivas (reforços). Ao fazê-lo, obtêm primeiro a tranquilidade do animal em relação ao meio ambiente, evitando distrações, aumentando assim a probabilidade de sucesso do treino.

 

  • Desenhe bem o comportamento desejado:

    Seguir escrupulosamente os passos que escrevemos passo a passo é muito importante para ter em mente o objetivo a ser alcançado e aumentar a probabilidade de sucesso para ambos;treinador e animal. Planeie bem os tipos de reforços, quantas sessões por dia, quantos treinadores, o local para realizar o treinamento etc.

 

  • É importante ser flexível:

    Um plano de treino é uma guia, como um mapa. Algo inesperado pode acontecer durante uma sessão de treino e è importante estar preparado para saber reagir da melhor maneira a estes imprevistos. Cada animal é um indivíduo a si e responderá de maneira diferente a uma situação específica. É necessário ter em conta uma mudança dos planos para ajudar o animal.

 

  • Concentração:

    durante uma sessão de treino, é muito fácil distrair-se. Se queremos treinar um comportamento, independentemente do que seja, devemos evitar distrações e falta de concentração, porque com muita facilidade podemos confundir o animal com informações incorretas. Esse conceito é muito importante, porque somente se estivermos bem concentrados no que estamos a fazer, podemos avaliar se precisamos de ajustar o plano ou mudar o objetivo final

 

  • Registar e arquivar tudo (relatórios):

    é um discurso que quanto mais falamos melhor. Registar tudo o que acontece durante cada sessão de treino (o tipo de reforço, a reação do animal etc.) é muito importante para obter benefícios antes, durante e após o treino. Em caso de problemas, podemos sempre consultar e ver o que fizemos para poder corrigir alguma coisa que não nos convença. Também é um documento muito útil para ajudar outros treinadores a ter um guia para futuros treinos.

 

Esses pontos, na opinião de Wezooit, são a base de um bom programa de treino para treinador e animais. Tenham atenção a tudo isto e o divertimento será garantido.

 

 

E lembre-se, se pode ...Wezooit.

SHARE